Data: 27/10/2021 14:47 / Autor: Redação / Fonte: Itaú Cultural

Escola Itaú Cultural abre dois novos cursos auto formativos

Neste formato, não há necessidade de inscrição. Com aulas já gravadas, eles se adequam a disponibilidade do aluno


A partir do dia 2 de novembro dois novos cursos são disponibilizados na Escola Itaú Cultural - Percurso nas artes para professores: a música e seus desdobramentos e Constelação das Artes: Os Corpos Brasileiros na Dança. Ambos são auto formativos, ou seja, não precisam de inscrição prévia, podem ser acessados por todos os interessados, sem processo de seleção e as aulas, já gravadas, ficam disponíveis para serem vistas quando conveniente, por um período de 30 dias após o ingresso.

Percurso nas artes para professores: a música e seus desdobramentos

O objetivo deste curso, direcionado para professores, é a capacitação para utilização da música em sala de aula, para isso, provoca o olhar do docente para outras formas de percebê-la, apontando para possibilidades de fazer música através do corpo e de objetos cotidianos, ampliando o escopo de trabalho e recursos dos docentes.

Em 10 horas de atividades, com Andre Hosoi, diretor do grupo Barbatuques, o aluno é convidado a entender e refletir como a música pode influenciar o ambiente escolar, a reconhecer as diferentes frequências e funções dos principais fundamentos da música no corpo e fazer sua transcrição para outros objetos e instrumentos, relacionar sons que os estudantes ouvem atualmente com outros do passado, compreender como a música pode se transformar em jogos coletivos e a reconhecer as principais funções de softwares on-line. No próximo ano a organização terá novos cursos, este mesmo formato, voltado para professores, abordando outras linguagens.

Constelação das Artes: Os Corpos Brasileiros na Dança

Essa formação oferece um panorama reflexivo e poético dos múltiplos contextos da formação de um pensamento sobre a dança no Brasil, bem como das perspectivas das construções éticas, estéticas, culturais e históricas a partir do corpo. Para além do clássico, o foco do curso são formas, corpos e manifestações colocadas à margem do que é considerado tradicional dentro da história da dança.

Com 12 aulas no total, o curso é dividido em três diferentes eixos temáticos. O primeiro se destina a compreensão de diferentes manifestações e potências da dança no Brasil, em consonância com mudanças sociais e perspectivas históricas que permeiam o ato de dançar, e a compreensão das interconexões com outras áreas do conhecimento. O segundo, por sua vez, busca a reflexão crítica, por meio da produção em dança e de seus atores sociais no Brasil e sobre o percurso do corpo, como uma das chaves para a discussão das identidades brasileiras. O terceiro e último, tem por objetivo analisar aspectos culturais, formais e sócio-históricos que envolvem a produção da dança no país, ou seja, o estudo de manifestações culturais, ritualísticas, de tradições e ancestralidades, até a construção de espetáculos e companhias de dança, tendo em vista o processo de formalização e institucionalização.

Participam como professores Aline Serzedello Neves Vilaça, jazzista, doutoranda em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), Carla Ávila, coreógrafa, diretora, performer, pesquisadora e artista-docente, Daniel Santos Costa, docente na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e pesquisador da cultura, oralidade e a cena contemporânea brasileira, e Rodrigo Monteiro, doutorando e mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), foi produtor cultural de artes cênicas do Itaú Cultural e é colaborador do Culture Commons Quest Office, da Universidade da Antuérpia, na Bélgica. 

SERVIÇO:

Escola Itaú Cultural

Cursos auto formativos disponíveis a partir de 2 de novembro

Percurso nas artes para professores: a música e seus desdobramentos

Constelação das Artes: Os Corpos Brasileiros na Dança

Em: escola.itaucultural.org.br

Comente aqui