Data: 14/10/2021 20:08 / Autor: Redação / Fonte: Artesp

Feriado da Padroeira movimenta mais de 5 milhões de veículos nas principais rodovias de SP

ARTESP e concessionárias orientaram grupos de romeiros para caminhada segura ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida


Crédito: Reprodução

A ARTESP - Agência de Transporte do Estado de São Paulo registrou a circulação de 4,1 milhões veículos pelas rodovias concedidas paulistas que ligam a Região Metropolitana de São Paulo aos municípios do litoral e interior paulista, como os sistemas Anchieta-Imigrantes, Anhanguera-Bandeirantes, Ayrton Senna/Carvalho Pinto, Raposo Tavares-Castello Branco e Rodoanel. A Rodovia dos Tamoios, importante ligação do Vale do Paraíba ao litoral norte, registrou movimento de 238 mil veículos durante o fim de semana prolongado. As rodovias administradas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) receberam 846,7 mil veículos com destino ao Litoral e interior paulista.

As rodovias que acessam o município de Aparecida tiveram reforço no monitoramento e fiscalização para o atendimento aos usuários. Uma operação especial foi montada com foco assistencial aos romeiros que estavam em marcha em direção ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Foi disponibilizada tenda para distribuição de frutas e água potável.

Ao longo do feriado, os Postos de Atendimento aos Usuários permaneceram abertos, equipados com banheiros, álcool em gel, bebedouro e local de descanso. “As equipes da ARTESP e concessionárias trabalharam intensivamente para supervisionar o alto movimento nas estradas concedidas, foram milhares de atendimentos realizados”, aponta o diretor-geral da ARTESP, Milton Persoli. “Além do monitoramento e fiscalização reforçada nas estradas, buscamos oferecer assistência e uma ampla comunicação aos usuários através das nossas mídias sociais, aplicativos de mensagens e painéis de mensagens distribuídos pela malha viária.”

No total, foram cerca de 9,5 mil atendimentos pelas concessionárias, incluindo os serviços de socorro mecânico, guinchos e atendimento pré-hospitalar.

Comente aqui