Data: 03/12/2021 09:46 / Autor: Redação / Fonte: Centro Cultural Banco do Brasil

Festival Assim Vivemos celebra o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

Evento segue com sessões presenciais no Centro Cultural até dia 13 dezembro


Cena de “Sempre Positivo”, produção dos EUA
Cena de “Sempre Positivo”, produção dos EUA

Crédito: Divulgação

Nesta sexta, 3, o Assim Vivemos - Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência celebra o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência com a exibição de três sessões de filmes com temas sobre esporte, arte, família, infância e educação. Criada em 1992 pela Organização das Nações Unidas, a data é importante por promover e estimular a reflexão sobre os desafios enfrentados pelas pessoas com deficiência e incentivar a discussão sobre garantir acessibilidade e inclusão social para todos. A 10ª edição do Assim Vivemos segue até 20 de dezembro no Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo. Em formato híbrido, com sessões presenciais e online pelo site: www.assimvivemos.com.br, o evento é gratuito.

A primeira sessão de filmes começa às 14h e contará com quatro filmes internacionais: “As belas cores de Jeremy Sicile-Kira”, de Aaron Lemle, produção americana que encantará o público com o uso da pintura para transcender a deficiência da protagonista e comunicar seus sonhos a outras pessoas; o israelense “Nino”, de Eitan Herman, que acompanha a trajetória de Nino Herman que, mesmo tendo contraído poliomielite aos dois anos, escolheu a liberdade de se mover e tocar a beleza que vê na humanidade através das lentes de sua câmera. O australiano “Volta”, de Johanis Lyons-Reid e Lorcan Hopper, acompanha o autor Lorcan Hopper; um orgulhoso homem com deficiência que não vai parar por nada até ver sua novela semiautobiográfica ganhar vida. O iraniano “Arghavan”, de Mohammad Sahraei, mostra momentos da vida de Arghavan, uma moça com deficiência visual que é musicista e cantora - ela tem algumas limitações para cantar no Irã por ser mulher; então, decide sair do Irã.

A partir das 16h, o público vai conhecer “Quatro sentidos”, filme de Gabriel Zumbado, que acompanha a seleção de futebol de cegos da Costa Rica em uma partida contra um time de rapazes sem deficiência, enquanto conversam sobre suas vidas e como descobriram o esporte. Produção russa, “B-1”, de Pavel Petrukhin, narra a trajetória de Sergey, que ficou cego aos seis anos e, mesmo assim, conseguiu vencer desafios e hoje é um jogador de futebol profissional. Também russo, “Imbatível Bunina”, de Alexander Zinenko, retrata a atleta Olga Bunina - 13 vezes campeã mundial de Queda de Braço, competindo como atleta com distúrbios musculoesqueléticos e é tida como a mulher mais forte do planeta.

E, às 18h, o americano “Sempre positivo”, de David Ulich e Steven Ungerleider, explora como o ex-presidente do Comitê Paraolímpico Internacional guiou a maior organização de esportes adaptados do mundo. Em seguida, “Incapazes?”, de Georgy Porotov, Maxim Yakubson, um documentário russo sobre pessoas que foram declaradas incapacitadas pelo Estado, por assistentes sociais e por parentes mais próximos, provavelmente por terem sido pacientes de hospitais psiquiátricos. Também russa, a produção “Deus ama Porkhov”, de Marina Zabelina encerra as exibições do dia. O filme retrata crianças com deficiência que são ajudadas pela famosa escritora e dramaturga Lyudmila Petrushevskaya.

SESSÕES PRESENCIAIS E VIRTUAIS

A público poderá participar do Assim Vivemos de duas formas: na sala de cinema do CCBB SP ou acessando virtualmente parte da programação. O Centro Cultural está preparado para receber a todos com segurança. Os ingressos devem ser retirados na bilheteria no mesmo dia de exibição.

De 1 a 13 de dezembro o CCBB recebe as sessões presenciais. Já as sessões online serão disponibilizadas aos poucos e ficarão acessíveis até 20 de dezembro. A cada semana estarão no site do festival filmes relacionados aos debates semanais e na última semana, uma sessão extra. O filme brasileiro O Artista e a Força do Pensamento, de Elder Fraga, já está disponível para quem quiser assisti-lo no site em  https://assimvivemos.com.br/assimvivemos/assistir/ Dia 6, a partir das 10h, é vez do também brasileiro Não me esqueci de você, de Rene Lopez.

Além de quatro debates online, integram a programação 29 produções de 14 países divididos entre curtas, médias e longas-metragens. A realização é do Centro Cultural do Banco do Brasil, com patrocínio do Banco do Brasil através da Lei de Incentivo à Cultura, e produção da Cinema Falado Produções. O "Assim Vivemos" é o primeiro festival de cinema no Brasil a oferecer acessibilidade para pessoas com deficiência visual (audiodescrição em todas as sessões e catálogos em Braille) e para pessoas com deficiência auditiva (legendas inclusivas nos filmes e interpretação em LIBRAS nos debates). As sedes dos CCBBs são acessíveis para pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Serviço

Assim Vivemos - 10º Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência

Local: Centro Cultural Banco do Brasil - Cinema

Datas: De 01 a 20 de dezembro de 2021

Ingressos: bilheteria do CCBB

Classificação indicativa: livre

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico, Triângulo SP, São Paulo–SP

Aberto todos os dias, das 9h às 19h, exceto às terças

Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô

Informações: (11) 4297-0600

Comente aqui