Data: 17/09/2021 15:37 / Autor: Redação / Fonte: Secretaria da Fazenda e Planejamento

Governo de São Paulo abre primeira edição do RetomaSP em Campinas

Secretário Henrique Meirelles pontua crescimento positivo de São Paulo em auditório com 400 empresários e investidores


Governador do Estado de São Paulo João Doria
Governador do Estado de São Paulo João Doria

Crédito: Governo do Estado de São Paulo

O secretário da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles, abriu a programação da primeira edição do RetomaSP, evento com muita informação e serviços para quem empreende ou quer empreender, falando sobre como São Paulo tem superado a pandemia e fez a economia continuar crescendo. O governador João Doria e a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, também participaram do evento.

"São Paulo cresceu acima da média mundial. A mensagem que vai além dos números é que o estado decidiu proteger vidas, porque proteger a vida é a maneira de estimular a economia", pontuou Meirelles. "Como pilar da retomada, temos os investimentos públicos além dos privados: são R$ 47,5 bilhões feitos pelo Governo de São Paulo. Vocês vão sentir isso, um ritmo intenso de obras, um marco na administração pública", completou.

Realizado em Campinas, o RetomaSP foi organizado pela InvestSP, agência estadual de promoção de investimentos e competitividade, e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, em parceria com a Prefeitura de Campinas e a Associação Comercial e Industrial do município.

O roadshow, no Expo Dom Pedro, reuniu cerca de 400 empresários, investidores e gestores para apresentação de serviços e parcerias do Governo do Estado nas áreas de crédito, inovação, pesquisa, fomento, qualificação, internacionalização e geração de oportunidades nos setores de comércio, indústria, turismo e agronegócio regional.

As ações do RetomaSP integram um extenso pacote de políticas e serviços público em um cenário de retomada de atividades econômicas. O objetivo é garantir apoio do setor público e organizações privadas a profissionais prejudicados pelos graves impactos da pandemia.

Comente aqui