Data: 27/01/2022 20:07 / Autor: Andréa Brock / Fonte: ABCdoABC

Ministério Público quer saber como foi feito censo da população de rua

Questionamento foi encaminhado ontem, mesmo dia que ABC do ABC trouxe matéria relatando que Padre Julio Lancellotti chama o censo de “furado”


Crédito: Divulgação

O Ministério Público de São Paulo pediu nesta quarta-feira (26) esclarecimentos à Prefeitura de São Paulo de como foi feito o censo da população em situação de rua divulgado no domingo (23). A administração municipal tem 15 dias para apresentar resposta. O promotor Ricardo Manuel Castro pediu que a Prefeitura detalhe a metodologia da pesquisa. "A intenção é entender como foi feito e se as conclusões podem ser consideradas confiáveis", disse ele ao site G1.

Conforme reportagem publicada ontem, mesma data da solicitação de dados do MP, pelo ABC do ABC, o Padre Julio Lancellotti, da Pastoral do Povo de Rua, tem usado suas redes sociais para criticar o censo feito pela Prefeitura de São Paulo para detectar quantas pessoas vivem nas ruas da cidade no momento. O padre gravou vídeos com moradores de rua que afirmam não terem sido contados pela empresa responsável pela realização do censo. Em todas as publicações o Padre se refere ao levantamento como “censo furado”.

A prefeitura afirma que vai colaborar com o Ministério Público. Hoje, quinta-feira, 27, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) falou ao G1 sobre o pedido de explicações do MP. "O MP sempre terá toda nossa atenção para esclarecer quaisquer dúvidas, iremos apresentar e demonstrar que a metodologia está correta e foi feito com seriedade. Não vou perder a oportunidade de enfatizar que antecipamos o censo para podermos definir a melhor política pública para esse problema".

Comente aqui