Data: 14/09/2021 15:13 / Autor: Redação / Fonte: CASACOR Minas

26ª CASACOR Minas Gerais começa hoje (14)

A CASACOR Minas, o primeiro grande evento da capital mineira desde o início da pandemia, começa hoje, seguindo um rigoroso protocolo com o objetivo de garantir a segurança de todos


CASACOR Minas
CASACOR Minas

Crédito: Divulgação

Começa nesta terça a 26ª edição da CASACOR Minas, considerado o maior evento do setor no estado. A seleção de profissionais deste ano inclui um vasto time formado por veteranos, além de jovens talentos da arquitetura, do design e também do paisagismo. Serão ao todo 47 ambientes, concebidos por 71 profissionais. O tema central desta edição é “A Casa Original”. A temática provoca uma série de reflexões, sobretudo pelo evidente desejo de retorno às origens, buscando na ancestralidade e na simplicidade o equilíbrio necessário entre o passado e o futuro. A inspiração para o conceito surgiu antes mesmo da pandemia, que trouxe como principal consequência, a ressignificação da nossa relação com a casa, inaugurando uma série de novas reflexões sobre o morar contemporâneo.

Entre os arquitetos e designers de interiores que participam desta edição estão veteranos como Lena PinheiroPatrícia HermannyCristina MenezesFlávio Bahia, Lena Pinheiro e Norah Fernandes, além de profissionais de destaque no mercado como Alexandre RoussetÂngelo Coelho, Ângelo Coelho Filho e Cristina MorethsonJúnior Piacesi, Sérgio Vianna, Juliana Vasconcellos, Rosângela Brandão Mesquita, Janaina Pacheco, Patrícia Abreu, Roger Lages, José Lourenço, Linda Martins, Andrea Pinto Coelho, Casa Tereze, Daniel Tavares, Igor Zanon, Bárbara Nobre, além de uma intervenção do designer Gustavo Greco e da fotógrafa Leca Novo. Somam-se à lista, um time de estreantes na mostra como Duo Arquitetos, Cynthia Vianna, Liga Arquitetura, João Daniel SilvaEvandro Melato, Ivia Maia, Rafael Mineiro, entre outros, ampliando também de forma expressiva a participação de profissionais do interior do estado.

Outro ponto interessante é que esta é uma das edições com grande destaque ao paisagismo uma vez que a maior parte dos ambientes estará concentrada nas áreas abertas do Palácio das Mangabeiras. Serão seis ao todo: Droysen Tomich, Felipe Fontes, Katiene Rodrigues, Nãna Guimarães, Rafael Mineiro e Valter Braga. Todos revelando soluções, ampliando o desejo de um maior contato com a natureza e, naturalmente, reverenciando o grande mestre Roberto Burle Marx, autor dos jardins originais do Palácio das Mangabeiras, pela segunda edição, palco da CASACOR Minas. 

O público irá se surpreender com os projetos e soluções apresentadas nesta edição. Entre os destaques estão uma série de projetos que foram inteiramente construídos especialmente para o evento, utilizando métodos construtivos inovadores, reduzindo significativamente os impactos ambientais. A CMC, indústria do grupo mineiro Lafaete, forneceu 25 módulos, cada um com 12 metros quadrados e pé direito de três metros, uma tecnologia que se assemelha na forma, mas que é bastante diferente dos contêineres marítimos, uma vez  que sã construídos de forma industrial e exclusivamente para a construção de habitações, assumindo diversas medidas, o que possibilita mais opções aos projetos.

Além de sintonizados com a sustentabilidade, os ambientes permitem mais segurança aos visitantes, por serem edificações ao ar livre. A tudo isso, soma-se o novo formato: quem visitou a edição de 2019, também no Palácio das Mangabeiras irá se surpreender. O lugar é o mesmo, mas tudo mudou. A partir da entrada, a sensação é de estar em um outro endereço. Leveza, alto astral, paisagismo exuberante e projetos incríveis de ambientes para serem vivenciados do lado de fora e deliciados do lado de dentro. Dentro do Palácio das Mangabeiras, novos impactos esperam o visitante.

A partir da entrada, que conta com Pavilhão assinado por Andrea Pinto Coelho, a sensação é de estar em um outro endereço. Leveza, alto astral, paisagismo exuberante criando cenários bucólicos como o espaço Horto Laguna, assinado por Rafael Mineiro e Natália Azevedo, um pequeno oásis que inclui um lago, que na verdade é uma piscina natural, cercada de plantas. Outro destaque é a intervenção Siré (Xirê) assinada pelo designer Gustavo Greco reunindo diversos cobogós em mogno africano, exibindo dentro de um pequeno labirinto, símbolos que representam os orixás. A partir daí o público poderá encontrar uma série de ambientes incríveis, projetados para serem vivenciados do lado de fora e deliciados do lado de dentro.

É o caso do espaço projetado por Júnior Piacesi, que se chama Casa da Serra, todo em estrutura metálica encapada por breezes, com rasgos de luz no teto, revestido em madeira, da Duratex. Nele, a proporção interna se equivale à do deck externo, ambos com 150m2 cada. No ambiente projetado por Sérgio Vianna, batizado de Gourmet dos Sentidos Deca, recursos tecnológicos e integração com a natureza funcionam em total sintonia. Na parte interna, a ilha é o ponto central, para preparo de receitas culinárias e, do lado de fora, um deck suspenso propõe uma cena mais rústica integrada à natureza, além de total integração com a natureza surpresas para encantar o visitante. A dupla Evandro Melato e Pabrício Amaral escolheram prestar uma homenagem ao minerador, geólogo, empresário e grande incentivador da cultura e da arte, Osmar Puperi, fundador da Quartzito do Brasil.

Na Casa Voktum, a arquiteta Barbara Nobre utiliza a transparência do vidro, tanto no teto como nas paredes externas, com a proposta de que o morador possa ver o céu e os jardins sem ter que sair do conforto de ambientes integrados e fluidos. Bárbara Fonseca e Lucas Belisário, da Liga Arquitetura apresentam o que há de mais moderno para uma casa de montagem rápida, com a Cabana Soluções Usiminas, inspirada no design escandinavo, que pode ser implantada em qualquer tipo de terreno e feita para durar uma vida inteira. No quesito arte, a Galeria Bel Lar surpreende o visitante tanto com o projeto de Patricia Hermanny, quanto com a brilhante curadoria de trabalhos do artista homenageado, Israel Kislansky.

Dentro do Palácio das Mangabeiras, novos impactos esperam o visitante. Destaque para o Gabinete, que tem projeto de Lena Pinheiro, para a Sala de Estar JKassinada por Juliana Vasconcellos em parceria com a Studio 31, passando pela Sala de Jantarde Flávio Bahia e Letícia Rennó, culminando com a Sala de Estar de Norah Fernandes e João Uchoa, recheada de peças modernistas garimpadas em antiquário. Completando a cena no interior do Palácio, os quartos chamam bastante atenção como a Suite Master da Maraú Design, o Quarto da Jovem Empreendedora, de Aline Castro e Natália Leite e o Quarto dos Filhosda Situar Arquitetura. O cinema do Palácio, que está passando por um processo de restauro, foi transformado no Living Prima Linea, um espaço intimista do trio Ângelo Coelho, Ângelo Coelho Filho e Cristina Morethson. E a Galeria Abreu, de Patrícia Abreu, que também assina a Sala de Imprensa, é um espaço de apreciação artística, com destaque para os trabalhos de Christus Nóbrega.

Preservação e Memória

Em 2021, a CASACOR Minas continua investindo na preservação da memória, resgatando aspectos históricos da edificação. Nesta edição, apresentamos mais uma parte do projeto de recuperação e implementação dos jardins originais de Burle Marx, um trabalho desenvolvido pela paisagista Nãna Guimarães. E outra novidade é que a fonte criada por Burle Marx em uma das áreas externas laterais da construção foi inteiramente recuperada. Em dois níveis de pedra, ela tem como base um espelho d’água com espécies aquáticas e está em meio a um rico jardim que envolve tons de roxo e de verde, entre dracenas, marantas, asparagos, jiboias, peperoneas, columeias, samambaias e variedade de espécies que o preenche. Alguidares dentro e fora da água criam composição que os apresentam vazios e com plantas. Outra novidade para esta edição é que a CASACOR Minas, em parceria com a Codemge e a equipe da Novus 3D, desenvolveram um passeio virtual pelo Palácio das Mangabeiras mostrando como ele era na época de sua inauguração, em 1955. A visita foi desenvolvida a partir de um extenso levantamento histórico, resgatando imagens e dados do projeto original e será disponibilizada em breve aos visitantes.  

Gastronomia

A gastronomia sempre foi um dos pontos de destaque da CASACOR Minas, refletindo de forma muito fiel a relação que os mineiros possuem com a cozinha. Por conta disso, a mostra já foi palco de vários lançamentos, ativação de marcas e experimentação na área, reunindo a cada edição um público ávido por novidades. E nesta edição, mesmo neste contexto atípico que estamos enfrentando, não será diferente. A CASACOR Minas vem ampliando cada vez mais sua conexão com a cultura gastronômica, fomentando o setor, colocando-se na vanguarda das tendências.  

Focada em oferecer experiências cada vez mais inovadoras e marcantes para o público, a mostra está repleta de novidades. Quem assume a curadoria e concepção gastronômica desta edição é o premiado chef italiano Massimo Bataglini, que juntamente com Henrique Benerick, da Benericks, está a frente do Outland, um bar e restaurante a céu aberto, que alia boa gastronomia, uma extensa carta de coquetéis e, claro, um bom design. Levando essa proposta para dentro da CASACOR, o Outland comandará o restaurante, um café e os bares desta edição. O restaurante “Outland Al Mare” terá projeto arquitetônico assinado pela equipe do escritório Casa Tereze, oferecendo um menu exclusivo e o conceito foi todo inspirado no mar Adriático. Entre as apostas do chef estão o Rosbife de atum com mel de figo e amêndoas, melão, melancia e pepino e a Bruschetta com carpaccio de bacalhau cru.

A inspiração para o bar Benericks, no entorno da piscina, com projeto de Daniel Tavares e Cynthia Vianna, veio dos bares venezianos, e por este motivo, o Negroni será o tema principal e e o vermelho predomina. O cardápio contará com uma extensa carta de drinks e antepastos que fazem parte dos aperitivos italianos.

O café Panini e Jardim, assinado pela equipe da Duo Arquitetos, que faz sua estreia na mostra, em parceria com o paisagista Droysen Tomich, também funcionará sob comandando do chef Massimo Bataglini, que preparou um cardápio dedicado à criações que utilizam o pão como base principal.

A CASACOR Minas ainda conta com uma Cozinha Funcional, com projeto assinado por Ivia Maia e Mirlene Sales, que receberá uma programação com pequenos eventos gastronômicos, direcionados para grupos fechados.

Segurança

Buscando oferecer um ambiente seguro para a visitação, a CASACOR Minas investiu em uma série de ações e de aparatos tecnológicos voltados para garantir a segurança de todos os presentes. A primeira delas será que as visitas deverão ser realizadas com hora marcada. O visitante terá a opção de escolher a faixa de horário pretendida durante o momento da compra do ingresso. Além do controle preciso de visitantes dentro da mostra e a visita agendada por horário, haverá ainda a higienização frequente de todos os espaços de circulação, dispensers de álcool gel em todos os ambientes e uma das principais mudanças está no processo de entrada na mostra, que será alterada para um modelo inovador e tecnológico.

O evento contará com catracas inteligentes, em que a pessoa poderá entrar por meio de reconhecimento facial ou ao apresentar um QR Code gerado durante a compra do ingresso pela internet. Durante a compra online, o visitante deverá marcar um horário para visitar a mostra. Assim, o sistema só liberará a entrada dentro da faixa especificada no ato da compra.  

Desenvolvida pela empresa ZK Teco, e comercializado pela Templuz, essa nova tecnologia de entrada é projetada para atuar em diferentes tipos de cenários, sendo compatível com a mais recente tecnologia de visão computacional. Além disso, as catracas estão preparadas para um volume de tráfego elevado e evitam qualquer tipo de contato físico e a formação de filas na bilheteria. Outro ponto importante é que a mostra investiu bastante em acessibilidade, proporcionando que cadeirantes possam possam explorar todos os ambientes.

A 26ª CASACOR Minas começa no dia 14 de setembro e segue até  17 de outubro, no Palácio das Mangabeiras, em Belo Horizonte. As visitas deverão ser agendadas em horário fixo, visando controle de acesso do público. A maior parte dos ambientes estará concentrada nas áreas externas, uma área ao ar livre com mais de 12 mil metros quadrados, possibilitando a visitação de forma segura, além de garantir a realização de um rigoroso protocolo. Uma nova tecnologia permitira que visitantes tenham acesso à mostra sem nenhum tipo de contato com outra pessoa, acessando o evento através de uma catraca eletrônica que capaz de fazer o reconhecimento facial cadastrado na internet no ato da compra do ingresso.

INSTAGRAM: @casacorminas

Serviço

CASACOR Minas Gerais

Onde: Palácio das Mangabeiras -Praça Ephigênio de Salles, 01, Mangabeiras, Belo Horizonte - MG

Quando: de 14 de setembro a 17 de novembro de 2021

Horário de funcionamento:

Terça a Sexta - 14h às 22h

Sábado - 12h às 22h

Domingo - 11h às 20h

Ingressos pelo site: https://casacormg.byinti.com/#/

Informações: https://casacor.abril.com.br/


Comente aqui