Data: 18/01/2022 14:33 / Autor: Redação / Fonte: Syntec

Associação de medicamentos pode acelerar tratamento dos bovinos

Procedimento precisará de acompanhamento de especialista


Crédito: Divulgação

“Não existe infecção sem inflamação. Nesses casos, para evitar ainda mais prejuízos à saúde do gado e aos pecuaristas, a associação de antibióticos e anti-inflamatórios pode ser uma solução eficaz para o bom manejo sanitário dos animais”, esclarece o médico veterinário Thales Vechiato, gerente de produtos para Grandes Animais da Syntec do Brasil.

O especialista alerta que o uso de medicamentos associados deve ser recomendado e acompanhado por um médico veterinário. “É preciso entender o real problema do animal, o que é necessário para reestabelecer sua saúde rapidamente, evitando que ele fique muito tempo em tratamento. Para isso, é necessário acompanhamento profissional que garantirá o melhor tratamento do gado”.

Thales Vechiato explica que o uso associado de medicamentos é geralmente indicado quando há doença infectocontagiosa. “A função do antibiótico é eliminar bactérias e do anti-inflamatório agir na dor e na causa da inflamação. Juntos, eles proporcionam alívio e tratamento eficaz, ajudando na rápida recuperação dos bovinos”.

Outro ponto de atenção indicado pelo veterinário da Syntec refere-se ao tempo de uso dos medicamentos, principalmente no caso dos anti-inflamatórios. Vechiato assinala que há princípios ativos específicos para cada tipo de problema. “Quando você tem um desafio sanitário que deve ser tratado imediatamente e que não virou infecção, indicamos o uso de Dexametasona, princípio ativo que age rapidamente na inflamação e na dor. Já quando a inflamação está instalada – por exemplo, o animal está mancando – pode ser usado Diclofenaco. Mas quando o tratamento precisa ser maior, de 5 a 7 dias, aí a recomendação é o uso de Meloxicam, que reúne ativos que protegem o trato gastrointestinal. Na Syntec, oferecemos amplo portfólio de medicamentos anti-inflamatórios e antibióticos para grandes animais, mas lembramos sempre da importância do acompanhamento de um veterinário para o melhor resultado do tratamento”, finaliza.

Comente aqui