Data: 16/10/2020 20:11 / Autor: Izabel Rufino / Fonte: Agência Brasil

Dia D de Vacinação: crianças e adolescentes menores de 15 anos poderão participar

Ação será realizada neste sábado (17), com o principal objetivo de fazer com que as pessoas tenham acesso a todas as vacinas do calendário nacional


Média de pessoas vacinadas tem registrado queda nos últimos anos
Média de pessoas vacinadas tem registrado queda nos últimos anos

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Neste sábado (17), as crianças e adolescentes menores de 15 anos poderão atualizar as suas cadernetas de vacinação, isso porque será realizado o chamado Dia D de mobilização nacional para a vacinação. O principal objetivo da ação é fazer com que o máximo de pessoas tenha acesso a todas as vacinas do calendário nacional.

A campanha multivacinação visa evitar o risco de adquirir doenças como sarampo, febre amarela, rubéola, caxumba, hepatites A e B, entre outras. Ademais, o Dia D faz parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI), que oferece 18 vacinas para crianças e adolescentes.

A ação também é uma estratégia para aumentar o número de pessoas vacinadas, este que tem registrado queda nos últimos anos. Prova disso é que 7,7 milhões de crianças e adolescentes menores de 15 anos não foram vacinados contra a febre amarela em 2019. As taxas se repetem no caso da Hepatite B (24,8 milhões não receberam vacina); e meningite nos adolescentes de 11 e 12 anos (4,3 milhões é o total de não vacinados).

A preocupação volta a aparecer quando são observados os índices de vacinação contra o HPV, isso porque das meninas com idade entre 9 e 15 anos, 73,6% tomaram a primeira dose; enquanto a segunda dose só foi tomada por 46%. No caso dos meninos com faixa etária de 9 a 14 anos, apenas 36,2% receberam a primeira dose; já na segunda aplicação o total diminuiu ainda mais, ficando em 19,2%.

Sobre o Dia D de Vacinação, caso você tenha interesse em participar, o Ministério da Saúde (MS) garante que os postos estão adaptados para evitar risco de contaminação pela covid-19, bem como que as ações realizadas devem respeitar o distanciamento social, a lavagem correta e completa das mãos, além do uso de álcool gel e máscara.

Comente aqui