Data: 23/05/2022 09:33 / Autor: Redação / Fonte: Honda Racing

Honda Racing domina etapa de Ibirubá (RS) do Campeonato Brasileiro de Motocross?2022

Time vermelho garante dobradinha na MX1 e Elite, vitória na MX2 e liderança nas duas principais categorias da competição


Crédito: Ney Evangelista / Mundo Press

A equipe Honda Racing dominou a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, finalizada neste domingo (22/5), em Ibirubá (RS). Depois de fazer os três melhores tempos nos treinos classificatórios do sábado (21/5), tanto na categoria MX1, quanto na MX2, os pilotos repetiram o bom resultado e estão na liderança da competição nas principais classes. Hector Assunção e Jetro Salazar garantiram dobradinha para o time vermelho nas corridas da MX1 e Elite MX. Já na MX2, Fred Spagnol subiu no lugar mais alto do pódio e deixa o Rio Grande do Sul na ponta da classificação.

As corridas da MX1 e Elite MX começaram bem intensas e terminaram com dupla dobradinha da Honda Racing. Jetro Salazar saiu na frente nas duas baterias. Hector Assunção, que vinha na sequência, logo fez a ultrapassagem e assumiu a liderança até as vitórias. “Começar o campeonato assim é indescritível. Estou muito feliz com a primeira colocação na corrida da MX1 e da Elite. Foi um fim de semana perfeito. Me senti à vontade com a moto e com a pista”, descreve o paulista Assunção, que acelera a moto CRF 450R. Ele tem no currículo seis títulos brasileiros de motocross e busca o primeiro na MX1. Na classificação do campeonato de 2022, Assunção soma 50 pontos.

Jetro Salazar, segundo colocado das corridas e na classificação da MX1, com 44 pontos, reforça todo o trabalho realizado. “Treinamos forte na pré-temporada e sabíamos o que éramos capazes de fazer. Largamos bem, conseguimos fazer uma dobradinha. Esse é o melhor jeito de começarmos o ano”, diz o equatoriano, dono de quatro títulos do Brasileiro de Motocross, dois na MX1 e dois na Elite MX.

Já o venezuelano Anthony Rodriguez terminou o dia em quarto lugar na soma da MX1, mesma posição que ocupa na tabela de classificação. “Fico muito feliz pelos meus companheiros de equipe, que ficaram na frente. Também quero ganhar e estou treinando para isso. Agora vou me preparar para tentar ser melhor nas próximas corridas”, ressalta o piloto, que está com 34 pontos.

Pela MX2, Fred Spagnol venceu a primeira corrida e terminou em segundo na última prova do dia, com a CRF 250R. Na soma dos pontos, o paulista fechou a etapa em primeiro lugar do pódio. “Na primeira bateria larguei em segundo e fiz uma ultrapassagem rápida. Já na Elite MX, estava em primeiro quando tomei um tombo, mas levantei rápido. Com a queda, o manete de embreagem desceu e dificultou um pouco no final”, relata o líder do campeonato com 63 pontos.

Com a mesma pontuação no campeonato, Gabriel Andrigo concluiu o dia na terceira posição. “Na primeira corrida não fiz boa largada e fiquei em décimo. A pista estava escorregadia e mantive a terceira colocação. Na segunda, tive uma boa largada, mas acabei caindo. Terminei a prova final em terceiro, mesma posição que fiquei na geral da etapa na categoria. Estou empatado na liderança e quero seguir fazendo um bom trabalho”, destaca o piloto gaúcho.

Henrique Henicka completou a etapa em sétimo na MX2 e está em oitavo na classificação, com 40 pontos. “Tive bons treinos no fim de semana, na corrida passada consegui liderar boa parte da prova, mas infelizmente a sorte não esteve do meu lado desta vez. Tenho alguns pontos a melhorar e vou trabalhar para isso”, finaliza o também piloto gaúcho.

As próximas etapas do Brasileiro de Motocross estão marcadas para os dias 24, 25 e 26 de junho, em São Paulo (SP).

Comente aqui