Data: 07/08/2020 14:40 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

Mourão defende retomada de posição histórica do Brasil na política internacional

Criticado por bolsonaristas por sua postura em relação à China, Mourão diz que o Pais deve retomar sua posição histórica na política externa, que classificou como "pragmática e flexível"


Mourão defende política externa pragmática e flexível
Mourão defende política externa pragmática e flexível

Crédito: Reprodução

"Nós temos que buscar o tempo todo os interesses do Brasil", disse o vice-presidente Hamilton Mourão hoje, 7, durante videoconferência da FSB Comunicação.

Esta não é a primeira vez que Mourão defende "pragmatismo" na área internacional. Em julho do ano passado, o vice falou sobre a importância da característica e de flexibilidade em questões como as relações comerciais com a China. Mourão tem atuado como voz moderada em relação à China, maior parceiro comercial do Brasil.

"Em relação à política externa, eu tenho me batido diariamente para que nós adotemos aquela posição histórica do Brasil, que é sermos pragmáticos e flexíveis. E nós temos que ver aquilo que é atribuído ao lorde Palmerston, estadista inglês do século 19, que dizia que não existem amizades eternas nem inimizades perpétuas. Existem única e exclusivamente os nossos interesses. Então, na política externa nós temos que buscar o tempo todo os interesses do Brasil", disse Mourão nesta sexta.

Ele também defendeu que o Brasil deve saber se posicionar na "disputa geopolítica, tecnológica, comercial e até militar que está ocorrendo entre EUA e China, como potência em ascensão, com a Europa Ocidental e a Rússia de espectadores e partícipes nessa disputa".

Comente aqui