Data: 18/09/2021 07:21 / Autor: Redação / Fonte: Vôlei Brasil

SUL-AMERICANO FEMININO: Brasil vence Chile e mantém a invencibilidade

Brasileiras venceram chilenas por 3 sets a 0, em Barrancabermeja, na Colômbia. Time verde e amarelo encerrará participação na competição às 22h do próximo domingo contra as colombianas


Crédito: Divulgação / Inderbarranca

A seleção brasileira feminina de vôlei manteve a invencibilidade no Sul-Americano adulto. Nesta sexta-feira (17.09), o Brasil venceu o Chile por 3 sets a 0 (25/11, 25/19 e 25/14) e garantiu a terceira vitória consecutiva na competição. A partida foi disputada no ginásio Luís Francisco Castellanos, em Barrancabermeja, na Colômbia. A competição é disputada em turno único, com todos os times se enfrentando, onde o campeão e o vice garantirão vaga no Mundial adulto de 2022 que será disputado na Holanda e na Polônia.

O Brasil folgará na rodada deste sábado (18.09) e encerrará a participação no Sul-Americano no domingo (19.09) às 22h contra a Colômbia. O SporTV 2 transmitirá ao vivo.

A ponteira Ana Cristina se destacou e foi a maior pontuadora entre as brasileiras, com 15 pontos. A oposta Lorenne, com 14, e a central Mayany, com 11, também pontuaram bem na vitória contra o Chile.

Ao final do confronto, a oposta Rosamaria, que entrou durante a partida e marcou três pontos, falou sobre o resultado e a recuperação da fascite plantar no pé esquerdo.

“Foi a nossa terceira vitória em três jogos e estou muito feliz com o desempenho do grupo. Hoje todas as jogadoras tiveram a oportunidade de jogar e isso é muito importante. Fiquei feliz de ter conseguido jogar um pouco. A volta da minha lesão tem sido bem cautelosa para eu poder voltar 100% e estou me sentindo cada vez melhor. Agora é pensar na nossa partida decisiva de domingo contra a Colômbia”, disse Rosamaria.

O treinador José Roberto Guimarães destacou a importância de disputar o Sul-Americano adulto.

“Estar no Sul-Americano é muito importante para todos nós. Jogar contra as melhores equipes da América do Sul e construir um processo já pensando no próximo ciclo olímpico é fundamental. Estamos aqui construindo o futuro e ajudando a melhorar o nível do voleibol na América do Sul”, afirmou José Roberto Guimarães.

Nesta temporada, a seleção feminina conquistou a medalha de prata nos Jogos de Tóquio e na Liga das Nações. Na última edição do Sul-Americano, em 2019, o Brasil foi campeão invicto e na decisão superou a Colômbia por 3 sets a 0.

Comente aqui