Data: 05/10/2020 17:39 / Autor: Ane Caroline / Fonte: ABCdoABC

Tudo sobre a 13ª rodada do Brasileirão

Jogos com segundo tempo eletrizante e VAR decisivo marcam etapa


Crédito: Pedro Souza / Agência Galo / Atlético

Neste fim de semana (03 e 04), ocorreu a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Veja os principais acontecimentos dessa etapa:

Começando pelos clássicos, o Grêmio manteve seu histórico de boas atuações contra o rival Internacional, continuando histórico de invencibilidade, mas não conseguiu a vitória desta vez. Foi um jogo eletrizante, de muitas emoções. Teve expulsão? Musto pelo Colorado e Bruno Cortez pelo Grêmio. VAR? Presente! Pênalti? Teve também, marcado a favor do Inter e convertido pelo artilheiro Thiago Galhardo. Detalhe que tudo isso aconteceu no segundo tempo, que teve Grêmio marcando com Pepê logo no início, e empate com o pênalti marcado pelo VAR. Haja fôlego! Tudo igual no placar, 1 a 1.

O outro clássico da rodada não foi tão emocionante. Foi o carioca Botafogo x Fluminense. Único jogo no domingo de manhã, teve como estrela principal a trave. Foram duas bolas no travessão do botafogo, que começou perdendo, com gol contra de Kevin, e buscou mais uma vez o empate com Caio Alexandre. Isso mesmo, o Botafogo é o time com mais empates na tabela, já são nove na conta, de 13 jogos disputados. O resultado mantém o Fogão na Zona de Rebaixamento, caindo para a vice-lanterna.

O líder Atlético-MG continua a sua saga de atropelamentos. A vítima da vez foi o Vasco, por placar de 4 a 1. Incrivelmente, a vitória do Galo veio de virada, o Vasco abriu o placar com um golaço logo no início da partida. E o líder demonstrou um grande poder de reação, não só virando, como goleando. Que fase! Já são cinco pontos separando o time mineiro do segundo colocado na tabela.

Carne nova no G-4. O Flamengo venceu o Athlético-PR por 3 a 1. Destaque para Pedro, que marcou o primeiro gol da partida, sendo a quarta vez que foi às redes nos últimos quatro jogos. Os outros gols foram marcados por Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Renato Kayzer diminuiu para o Furacão. Todos os gols foram marcados no segundo tempo. Com o resultado, o Rubro-negro assume a 4ª posição na tabela, entrando na zona de Libertadores.

Quem não só perdeu o lugar no G-4 como caiu quatro posições foi o São Paulo. O time paulista foi ao Couto Pereira enfrentar o Coritiba, ambos em fases ruins. E o jogo refletiu bem as fases dos times, fraco e apático, o tricolor saiu atrás no placar, aberto por Robson, com belo gol no primeiro tempo. Reinaldo, na segunda etapa, empatou com pênalti. Além dos gols contabilizados, o tricolor do Morumbi marcou mais duas vezes, anuladas pelo VAR por impedimento. É, que fase!

Falando em crise, houve mais uma disputa entre os desesperados para se livrarem da ponta de baixo da tabela. Os paulistas Red Bull Bragantino e Corinthians se enfrentaram, mais uma vez com a esperança de que uma vitória viesse para amenizar a situação dos clubes. E ela não veio, pra nenhuma das duas equipes. Outro jogo fraco da rodada, terminou em empate sem gols. Dois pontos separam o Timão da Zona de Rebaixamento, que vai chegando mais perto dela a cada rodada. O Bragantino amarga a 18ª posição, empatado em pontos com o vice-lanterna Botafogo.

Único invicto até agora no campeonato, o Palmeiras jogou em casa contra o Ceará. E voltou a encontrar a vitória, após três empates seguidos, mantendo a invencibilidade. Mas não foi sem dificuldades. O Verdão abriu o placar com Raphael Veiga, mas viu o adversário empatar com Eduardo Brock. Em jogo marcado pelo reencontro de Fernando Prass com sua antiga equipe, uma bela atuação do goleiro, que conseguiu segurar o placar até os 36 do segundo tempo, quando Willian foi às redes, cravando a vitória do time paulista. O Palmeiras, com esse resultado, subiu para a terceira posição na tabela.

Mais um paulista que terminou com o marcador ao seu favor foi o Santos. A equipe foi visitar o Goiás, e teve um jogo bem movimentado, com participação especial do VAR. Ele marcou pênalti, expulsou jogador, anulou gol, fez de tudo! Os times terminaram com um jogador expulso cada, e o marcador, apertado, mas dando a vitória para o Peixe, 3 a 2. Gols de Marinho (pênalti), Jefferson (contra) e Marcos Leonardo para a equipe paulista e Victor Andrade e Vinícius para o Goiás.

Escapando da Zona de Rebaixamento por critérios de desempate, o Bahia enfrentou em casa o embalado Sport, que havia vencido duas partidas seguidas, e dessa vez não foi diferente. Com mais uma partida em que o VAR foi decisivo, anulando um gol tricolor, que vinha melhor na partida, o Leão venceu por 2 a 1, gols marcados por Hernane e Marcão Silva pelo Sport, e Saldanha para o Bahia, que perdeu as últimas cinco partidas disputadas.

Por último, o outro Leão do campeonato, o Fortaleza de Rogério Ceni, enfrentou em casa o Dragão Atlético-GO. Apesar da pressão dos mandantes, o jogo não saiu do zero. Como parece ser marca dessa rodada, as emoções do jogo ficaram para o segundo tempo, inclusive gol anulado pelo VAR. Apesar de resultado apático, o Fortaleza mantém invencibilidade de cinco jogos no campeonato, uma ótima campanha da equipe que recém subiu para a elite do futebol brasileiro.  

SELEÇÃO DA RODADA

Luan Polli (SPO); Guga (CAM), Natan (FLA), Paulão (FOR) e Guilherme Arana (CAM); Gerson (FLA), Marcão (SPO), Everton Ribeiro (FLA) e Alan Franco (CAM); Pedro (FLA – Cara da rodada) e Keno (CAM). Téc: Jordi Gris (FLA).

*lembrando que a seleção da rodada é escolhida por voto popular nas redes sociais

G-4

  1. Atlético-MG – 27 pontos
  2. Internacional – 22 pontos
  3. Palmeiras – 22 pontos
  4. Flamengo – 21 pontos

Z-4

17. Coritiba – 12 pontos

18. Bragantino – 12 pontos

19. Botafogo – 12 pontos

20. Goiás – 9 pontos

** Obs.: O Goiás tem três jogos a menos que os rivais no campeonato

ARTILHARIA

Thiago Galhardo (INT) – 10 gols

Marinho (SAN) – 8 gols

Cano (VAS) – 7 gols

Keno (CAM) – 7 gols

Gabriel (FLA) – 5 gols

Comente aqui