Data: 20/05/2022 18:12 / Autor: Redação / Fonte: CBV

Vôlei: José Roberto Guimarães reafirma sua paixão pela seleção brasileira feminina

Com equipe renovada, Brasil tem como primeiro desafio a Liga das Nações - primeira etapa começa no dia 31, nos Estados Unidos


José Roberto Guimarães inicia mais um ciclo olímpico com a seleção feminina
José Roberto Guimarães inicia mais um ciclo olímpico com a seleção feminina

Crédito: Divulgação/FIVB

Com oito participações em Jogos Olímpicos e três medalhas de ouro no currículo, o técnico José Roberto Guimarães conhece como poucos a responsabilidade e a alegria de representar o Brasil em grandes competições. Com esses sentimentos sempre fortes, ele inicia um novo ciclo olímpico, o sexto à frente da seleção brasileira feminina de vôlei. Comandará uma equipe renovada na caminhada até Paris 2024. Nesta sexta-feira (20.05), as 19 jogadoras convocadas até o momento encerraram o primeiro bloco de treinamentos no Centro de Desenvolvimento da CBV, em Saquarema (RJ). Em um ano que terá as emoções do Campeonato Mundial em setembro, o primeiro desafio é a Liga das Nações, que já começa no dia 31.  

“Meu sonho de criança era vestir a camisa da seleção brasileira. É uma missão e um privilégio viver esses momentos tão especiais, aprendendo, evoluindo e representando o Brasil em grandes competições. Espero o mesmo das jogadoras. É o que buscamos desde que elas pisam em Saquarema e são apresentadas à nossa filosofia de treinamento e à responsabilidade de encarar esses desafios”, diz o técnico.

Durante seis semanas, a seleção feminina treinou no CT de Saquarema. O grupo se reapresenta nesta segunda-feira (23.05), em Barueri (SP), e embarca três dias depois para a primeira etapa da Liga das Nações, nos Estados Unidos. Em Shreveport-Bossier City, na Louisiana, encara Alemanha, Polônia, República Dominicana e as donas da casa, entre 31 de maio e 5 de junho.

“É fundamental termos um centro de treinamento como o de Saquarema. Temos as melhores condições de logística, bons ginásios, sala de musculação, de fisioterapia, de pilates, alimentação. É tudo o que precisamos para trabalhar bem e alcançar os resultados que almejamos. O Brasil treina muito, com muitas repetições, treinamentos técnicos e táticos, além de toda a preparação mental. Um CT como o de Saquarema ajuda muito. A expectativa é grande de ver como essas jogadoras mais jovens vão encarar a Liga das Nações. Estou otimista e ansioso. É uma competição que vai nos ajudar a evoluir, crescer, aprender, além de ser primordial para o Campeonato Mundial”, diz José Roberto Guimarães.

Jogadoras convocadas: as levantadoras Macris, Roberta e Kenya; as opostas Lorenne, Kisy e Lorrayna; as ponteiras/opostas Rosamaria e Tainara; as ponteiras Ana Cristina, Julia Bergmann, Karina e Pri Daroit; as centrais Carol, Diana, Julia Kudiess, Lorena e Mayany; e as líberos Natinha e Nyeme.

Comente aqui