Data: 24/11/2021 14:57 / Autor: Renata Nascimento / Fonte: PMD

Em Diadema, Campanha Municipal de Multivacinação entra na última semana

Secretaria da Saúde convoca munícipes a comparecer aos postos de vacinação na reta final da campanha que já atualizou mais de 8.300 cadernetas


Campanha Municipal de Multivacinação entra na última semana
Campanha Municipal de Multivacinação entra na última semana

Crédito: Dino Santos

A Prefeitura de Diadema alerta que termina, na próxima terça-feira (30/11), a Campanha de Multivacinação para atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes menores de 15 anosnão vacinados ou com esquemas vacinais incompletos.

Segundo levantamento do Programa Municipal de Imunização, desde o início da Campanha, no dia 1º de outubro, até agora, 8.300 crianças e adolescentes tomaram ao menos uma dose de vacina, totalizando cerca de 21.000 doses aplicadas, lembrando que cada pessoa pode receber mais de uma aplicação.

A campanha contempla vacinas contra doenças imunopreveníveis, como o sarampo e a poliomielite, e contribui para o controle, eliminação e/ou erradicação das doenças imunopreveníveis. Para a secretária municipal da Saúde, Dra Rejane Calixto, a campanha é o momento oportuno para conferir a situação vacinal dos pequenos a fim de deixa-los protegidos contra formas graves de doenças, como a tuberculose e a poliomielite, por exemplo. “A procura pela vacinação de rotina acontece ao longo de todo o ano nas nossas unidades, mas nesse período de campanha, intensificamos o chamado para que os pais e responsáveis por menores não vacinados ou com vacinas em atraso, compareçam e garantam a proteção contra essas doenças evitando assim a ocorrência de surtos, hospitalizações, sequelas, tratamentos de reabilitação e, em casos mais graves, até óbitos”, explica.

Orientações sobre a campanha

A Campanha é realizada diariamente, das 7h às 17h, nas 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Diadema. Os pais ou responsáveis pelos menores devem levar a criança ou adolescente até a UBS mais perto de casa, com a caderneta de vacinação em mãos, para que o profissional de saúde confira a situação vacinal e aplique as doses que forem necessárias para deixar a imunização em dia.

A SMS reforça que na UBS será necessário apresentar documento de identificação da criança e do responsável. Em caso de perda da caderneta, a recomendação é de que os pais ou responsáveis compareçam ao mesmo posto de saúde onde vacinaram as crianças anteriormente, para que seja possível consultar quais doses já foram aplicadas na ficha de registro arquivada na unidade.

No total, são oferecidas vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças: BCG (tuberculose); rotavírus (diarreia); poliomielite oral e intramuscular (paralisia infantil); pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, Haemophilus influenza tipo b – Hib); pneumocócica; meningocócica; DTP; tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola); HPV (previne o câncer de colo de útero e verrugas genitais); além das vacinas contra febre amarela, varicela e hepatite A.

Vale lembrar que o calendário vacinal sofreu atualizações ao longo dos últimos anos e algumas vacinas precisam de uma nova aplicação para aumentar a resposta imunológica. A vacina meningocócica ACWY, disponível para adolescentes de 11 e 12 anos, por exemplo, protege contra meningite e infecções generalizadas, causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y. 

Veja aqui a tabela completa com relação das vacinas, faixas etárias previstas para receber as doses e dados de cobertura.

Além de crianças e adolescentes, as UBS de Diadema seguem fazendo a atualização da caderneta de vacinação dos adultos.

Comente aqui