Data: 21/11/2021 09:15 / Autor: Redação / Fonte: Prefeitura de Diadema

Prefeitura de Diadema entrega mais 100 títulos de propriedade em 2 núcleos habitacionais

Também foram anunciadas as obras do programa de melhorias urbanas, Revitaliza Diadema, no núcleo 18 de Agosto


Crédito: Igor Andrade / PMD

Em evento neste sábado (20/11), o Regulariza Diadema avançou ainda mais no processo de regularização fundiária na cidade, com a entrega da matrícula do imóvel a cem famílias dos núcleos 18 de Agosto e Santa Luzia. Com esse documento, também conhecido como “escritura” ou “título de propriedade”, os beneficiados passam a ter a garantia jurídica de que o bem onde vivem efetivamente lhes pertence.

Essa é a segunda entrega de títulos realizada neste ano nesses locais, pois em junho, na ocasião do lançamento do Regulariza, outras 200 famílias receberam a matrícula em mãos, número que deverá continuar aumentando nos próximos meses.

Além da entrega de títulos, foi anunciado o início das obras do programa Revitaliza no núcleo 18 de Agosto. Esse programa levará melhorias urbanas a núcleos habitacionais, com a reforma de centros comunitários, praças, vias e escadarias, além de garantir a implantação de guarda-corpos e corrimãos em locais determinados e a realização de serviços em galerias, bocas de lobo e canaletas. Em um primeiro momento, além do núcleo 18 de Agosto, serão implantados os serviços em cinco localidades, que são as seguintes: Rua Alfenas; Vila Popular; Jardim Liberdade; Santa Maria I.

Presente na cerimônia, o prefeito José de Filippi Jr. destacou algumas ações a serem empreendidas no 18 de Agosto, indicando também a contratação de mão de obra local, ajudando no desenvolvimento social do bairro. “Nós vamos consertar o centro comunitário, melhorar as vielas, consertar vazamentos, trabalhar em muro de arrimo, reformar a calçada na avenida Curió e fazer com que a empreiteira contrate os pedreiros aqui do 18 de Agosto, para dar emprego.”

Letícia Lima, uma das moradoras beneficiadas com a entrega da documentação, indicou que o crescimento do núcleo onde vive fez que com o 18 de Agosto se tornasse praticamente uma cidade e que é dever de todos ajudar a cuidar bem da região.  Sabino Pereira, um dos moradores mais antigos do bairro, ressaltou a importância da documentação para ter a garantia de que o imóvel não irá ser tirado de ninguém. “Agora vamos ser definitivamente donos de nossas casas.”

Comente aqui