Data: 29/09/2021 10:08 - Alterado em: 17/05/2022 17:07 / Autor: Redação / Fonte: BRK Ambiental

BRK Ambiental alerta para importância da coleta e destinação correta do óleo de cozinha

Por meio do Programa Olho Vivo, uma parceria entre BRK, prefeitura e a empresa Lirium Reciclagem Ambiental, a população pode fazer o descarte de maneira adequada em diversos pontos


Crédito: Divulgação

Boa parte da população ainda não sabe o que fazer com o óleo de cozinha usado e acaba descartando-o de forma inadequada, despejando o resíduo na pia, no ralo, no bueiro ou até no vaso sanitário.

O descarte irregular de óleo de cozinha e gordura na rede de esgoto é uma das maiores dificuldades enfrentadas pela BRK, concessionária responsável pelos serviços de esgoto em Mauá e um dos grandes vilões das tubulações de esgoto. Isso porque ao jogá-lo na pia da cozinha, depois que esfria, o óleo que era líquido vira um bloco sólido capaz de se fixar nas tubulações. Com o passar do tempo, o acúmulo de gordura só cresce, o que vai reduzindo o espaço para a passagem do esgoto até provocar a completa obstrução do encanamento.

“A rede coletora de esgoto é um equipamento público responsável por coletar e afastar os efluentes gerados nas residências, escolas, comércios e indústrias por meio de tubulações dimensionadas para tal finalidade, ou seja, apenas esgotos provenientes de banheiros, pias e tanques explica Bruno Gravatá gerente de operações da BRK em Mauá.

Para evitar que este problema ocorra na cidade de Mauá, a BRK, em parceria com as Secretarias de Educação e do Verde e Meio Ambiente e com a empresa Líríum Reciclagem Ambiental, realiza o Projeto Olho Vivo “Água e óleo não se misturam”. A iniciativa prevê a destinação adequada do óleo de cozinha usado em pontos de coleta instalados nas escolas municipais e conveniadas, e todo o resíduo arrecadado é encaminhado para empresas que fabricam biodiesel.

“Assim, pequenas mudanças de hábitos no dia a dia contribuem positivamente para a preservação ambiental, reduzindo o impacto gerado com o descarte inadequado deste resíduo no solo, nos cursos d’água e na rede de esgoto.”

Participar do projeto é simples e rápido. Confira abaixo:

1.      Após o uso (fritura dos alimentos), espere o óleo esfriar;

2.      Armazene o óleo em garrafas plásticas (ou PET), de preferência transparentes;

3.      Use um funil na boca da garrafa para despejar o óleo;

4.      Feche bem a tampa para evitar vazamentos;

5.      Guarde a garrafa com óleo em lugar protegido e arejado, longe do sol e do calor;

6.      Assim que a garrafa estiver cheia, leve-a até a escola municipal ou ponto de coleta mais próximo da sua casa e deposite no coletor do projeto.

Confira a lista e endereços dos pontos de coleta no site: https://www.brkambiental.com.br/maua/coleta-de-oleo.

Comente aqui