Data: 18/05/2022 19:20 / Autor: Redação / Fonte: Prefeitura de Mauá

Mauá promove conscientização sobre abuso de menores

Nesta quarta, 18, é celebrado o Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes


Dados da Fundação Abrinq (Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos) apontam que, no Brasil, mais de 79 crianças são vítimas de algum tipo de violência sexual por dia. Na maioria dos casos, os agressores são pessoas que têm vínculo familiar com a vítima, o que, muitas vezes, inibe a denúncia.

Nesta quarta-feira, 18 de maio, é celebrado o Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes. A data foi escolhida em memória da menina Araceli Cabrera Crespo, sequestrada em 18 de maio de 1973 e morta após sofrer série de violências.

Para promover a conscientização sobre o tema, a Prefeitura promoverá palestras e atividades para a comunidade. O intuito do trabalho é difundir informação e, assim, prevenir a ocorrência desses crimes. Os participantes são divididos em grupos segundo a faixa etária e a abordagem das atividades é adequada para cada grupo etário. A ação já foi feita no Recanto Tia Célia e nos CRASs (Centros de Referência de Assistência Social) Zaíra e Oratório. As atividades, desenvolvidas pelas equipes da Secretaria de Assistência Social, ainda serão realizadas nos demais CRASs da cidade.

A violência sexual é definida como qualquer conduta que constranja a criança ou o adolescente a praticar ou presenciar conjunção carnal ou qualquer outro ato libidinoso, inclusive exposição do corpo em foto ou vídeo por meio eletrônico ou não.

O abuso de menores é, em muitos casos, um crime velado, que causa medo e vergonha à  vítima. É importante que a família fique atenta aos sinais de que as crianças ou os adolescentes apresentam quando expostos a essa violência, como mudança repentina de comportamento. Outras reações comuns são: rejeição súbita a um determinado sujeito (o possível abusador); regressão a comportamentos infantis; sonolência excessiva; perda ou excesso de apetite; evasão escolar; baixa autoestima e isolamento social.

Quem tiver conhecimento ou suspeita de que alguma criança ou adolescente sofreu ou passa por situações de exploração sexual deve denunciar o caso por meio de um dos seguintes canais:
- Disque 100 – Direitos Humanos;
- CREAS Mauá – 4512-7731
- Conselho Tutelar de Mauá – 4512-7725 / 4513-7555

Crédito: Divulgação

Comente aqui