Data: 21/01/2022 17:57 / Autor: Redação / Fonte: Prefeitura de Mauá

UBSs de Mauá abrem neste sábado (22/01) para vacinar contra a Covid

Foco do mutirão será a imunização de crianças a partir de 7 anos e sem comorbidades, mas todos aqueles aptos a serem vacinados podem comparecer a um dos 23 postos


Crédito: Evandro Oliveira/PMM

A Prefeitura de Mauá, no seu compromisso de proteger a população em meio à pandemia, realiza neste sábado (22/01) mutirão de vacinação contra a Covid. O foco da ação será a imunização de crianças a partir de 7 anos, sem comorbidades, e também de 5 a 11 anos, com comorbidades, deficiência ou autismo. As 23 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) estarão abertas das 9h às 16h. Adultos que estejam com doses atrasadas também poderão se imunizar.

Para agilizar o atendimento, pais ou responsáveis devem realizar o cadastro das crianças no site www.vacinaja.sp.gov.br. É preciso clicar no botão 'Crianças até 11 anos' e preencher os dados.

A criança que tomou uma das vacinas do calendário de rotina deverá aguardar 15 dias para receber o imunizante contra a Covid. 

É necessário levar a carteira de vacinação e o CPF da criança. Quem ainda não tem o documento pode solicitá-lo pelo site da Receita Federal  ou em uma agência dos Correios.

Nesse caso, o pai ou responsável precisa apresentar RG próprio, Certidão de Nascimento ou RG da criança. O documento tem taxa de R$ 7, que deve ser pago na hora.

Comorbidades também precisam ser comprovadas por meio de receituário, exames ou relatório médico, com a descrição do problema de saúde ou da deficiência.

É possível ajudar a combater a fome na cidade ao se imunizar. Doe qualquer alimento da cesta básica para a campanha 'Mauá na luta contra a fome' no dia em que for tomar a vacina. Não é obrigatório, mas ajudará muito a quem não tem o mínimo para colocar na mesa.

A Prefeitura de Mauá reforça o pedido às pessoas seguirem com os cuidados sanitários. Use corretamente a máscara, mantenha a higiene das mãos frequentemente e o distanciamento físico. Evite aglomerações.

Comente aqui