Data: 08/12/2021 16:54 / Autor: Redação / Fonte: PMETRP

Dezembro Vermelho: Especialista explica a diferença entre HIV e AIDS

Secretaria de Saúde de Ribeirão Pires está reforçando ações de conscientização nesse período


Martin Pérez Junior é infectologista de Ribeirão Pires
Martin Pérez Junior é infectologista de Ribeirão Pires

Crédito: PMETRP

O mês de dezembro na saúde é dedicado à prevenção, conscientização e luta contra o vírus do HIV e a AIDS. Apesar de similares, possuem diferenças. O médico infectologista de Ribeirão Pires, Martín Pérez Júnior, explica o que é ser portador do vírus e estar com a doença. 

“Quem tem o HIV, é portador do vírus,  ou seja, a pessoa não está doente, não apresenta sinais, nem sintomas, mas já pode transmiti´-lo. Quando falamos que a pessoa tem AIDS, é porque ela já está apresentando os sinais e sintomas e mantém a transmissibilidade ”, explicou o médico.

Ainda segundo ele, existem alguns sinais e sintomas que são perceptíveis e podem estar relacionados ao diagnóstico. “Os sinais se caracterizam por algo que podemos mensurar, por exemplo, o emagrecimento, a diarréia, que é a evacuação várias vezes por dia, que não passa mesmo com o uso de medicação, sapinho na boca, entre outros. Já os sintomas, são aquilo que sentimos, como a febre. Todo esse conjunto, sendo duradouro por mais de um mês, pode ser AIDS. Por isso, é muito importante que seja realizado o teste, para saber se a pessoa está ou não infectada”, indicou Martín.

Tanto o HIV, quanto a AIDS, são IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis) que não têm cura, mas, possuem tratamento. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado, tornam o vírus indetectável, ou seja, não transmissível. A melhor forma de prevenção é a utilização de preservativo nas relações sexuais.

Em caso de exposição, quando há o relacionamento sem o uso de preservativo, é indicado a realização do teste, que é gratuito e sigiloso. Ribeirão Pires, através do SAE (Serviço de Atenção Especializada), localizado na Avenida Francisco Monteiro, 205, Centro, oferece um serviço gratuito e personalizado para diagnósticos e tratamentos das IST, inclusive com acompanhamento psicológico. O horário de atendimento é das 7h às 17h, de segunda à sexta-feira.

As Unidades Básicas de Saúde e da Família também ofertam a realização dos testes para diagnóstico de HIV gratuitamente.

Comente aqui