Data: 03/11/2020 13:13 / Autor: / Fonte: ABCdoABC - Reportagem Cinematográfica Odair Junior/ABCdoABC

Eleições Municipais 2020: Santo André - Entrevista com Bruno Daniel

Candidato do PSOL à Prefeitura de Santo André, o professor de Economia Bruno Daniel, foi entrevistado pelo portal ABCdoABC. Assista ao vídeo


As Eleições Municipais 2020 estão cada vez mais próximas, dessa forma, muitos candidatos estão em busca de uma oportunidade nos cargos políticos para prefeito, vice e vereador ou, até mesmo, de uma reeleição. Importante salientar, ainda, que o primeiro turno será realizado no dia 15 de novembro, enquanto o segundo está marcado para 29 de novembro.

Como forma de saber mais sobre os candidatos, o portal ABCdoABC traz uma série de entrevistas exclusivas. Desta vez, o convidado foi o professor de Economia Bruno Daniel, que está concorrendo à prefeitura.

Qual sua avaliação da atual gestão da Prefeitura em sua cidade?

O candidato avalia a atual gestão como tradicional, “um governo para poucos”, conservador e que agride o meio ambiente e “não cuida de uma mudança estrutural na economia andreense, um desastre”

Quais as principais dificuldades nesses quatro anos?

O enfrentamento inadequado da Covid-19. “Boa parte das mais de 600 mortes poderiam ser evitadas”; na educação, viabilizar alternativas de ensino remotos, acesso a internet. A saúde e a educação foram as maiores dificuldades.

O que a cidade mais precisa?

O modelo econômico tem que ser mudado, uma economia visada no carbono zero “é necessário olhar para o futuro”. A extensão da atenção primária da saúde e mudanças na Educação são necessárias, visando a Educação plena. Mobilidade urbana, urbanismo também são pontos relevantes.

Por que pretende ser prefeito e quais as suas propostas?

Reduzir desigualdades sociais foi um dos principais motivos para se candidatar. Suas principais propostas são: Novo modelo econômico, Educação plena e Saúde atendendo a atenção primária, na Mobilidade Urbana tratar de novos modais, estabelecendo prioridades para bicicletas e o andar a pé. Integrando os modais no deslocamento dos cidadãos. Saúde focada no bem estar e qualidade de vida dos moradores, prevendo a instalação de “Consultórios de Bairros”; para o meio ambiente, a despuluição do Tamanduateí é sua ambição. Para a economia, o turismo focado em Paranapiacaba será desenvolvido; Carbono Zero, mudanças climáticas, preparação da cidade para evitar as calamidades faz parte de seus objetivos.

Como foi feito o enfrentamento à pandemia em Santo André?

Faltou o papel pedagógico da prefeitura nas residências das pessoas. Foi um enfrentamento tradicional, deixando as pessoas morrerem.

Quais são os desafios para os próximos anos?

Mudar o Modelo Econômico, mudanças na saúde, habitação, educação e mobilidade urbana. Na habitação, lotes urbanizados para construções populares está em seu projeto.

Hoje, por conta da pandemia, o que é prioritário: saúde, educação ou economia?

“Os três estão interligados, não dá para separar”. Um é causa e consequência de outro.

Em termos eleitorais, como o senhor enxerga o cenário político em Santo André?

“O Paulinho Serra nadou de braçada” com implementação de um “Pacotes de Maldades” no final da gestão, o que mostra uma atitude eminentemente eleitoreira. A possibilidade de disputar o segundo turno é difícil de conquistar, mas acredita que pode reverter baseado no aumento do conhecimento da população em suas propostas. O candidato acredita que é possível conquistar a população e se eleger.

“Santo André tem uma opção, uma boa opção, diferente da má gestão do Paulinho Serra Conheçam as minhas propostas e se engajem na minha candidatura!”

Crédito: Odair Junior/ABCdoABC

Comente aqui