Data: 03/11/2020 14:01 / Autor: / Fonte: ABCdoABC - Reportagem Cinematográfica Odair Junior/ABCdoABC

Eleições Municipais 2020: Santo André - Entrevista com Dennis Ferrão

Candidato do PRTB à Prefeitura de Santo André, o policial federal Dennis Ferrão, foi entrevistado pelo portal ABCdoABC. Assista ao vídeo


As Eleições Municipais 2020 estão cada vez mais próximas, dessa forma, muitos candidatos estão em busca de uma oportunidade nos cargos políticos para prefeito, vice e vereador ou, até mesmo, de uma reeleição. Importante salientar, ainda, que o primeiro turno será realizado no dia 15 de novembro, enquanto o segundo está marcado para 29 de novembro.

Como forma de saber mais sobre os candidatos, o portal ABCdoABC traz uma série de entrevistas exclusivas. Desta vez, o convidado foi o policial federal Dennis Ferrão, que está concorrendo à prefeitura.

Qual sua avaliação da atual gestão da Prefeitura em sua cidade?

O candidato avalia a atual gestão como tradicional, “tudo acontece nos 45 minutos do segundo tempo”, com muitas ações e obras para mostrar a população o seu serviço. “Poderia ter feito muito mais” se não seguisse a linha tradicional dos políticos tradicionais. “Muita coisa ainda irá a vir por aí”

Quais as principais dificuldades nesses quatro anos?

Endividamento da dívida pública, uma administração inchada e fatiada com outros compromissos assumidos politicamente. Sabesp e Semasa, ações negligenciadas na gestão, denúncias de tentativas de desviar recursos que serão confirmadas no correr do tempo.

O que a cidade mais precisa?

“Precisa de tudo, precisa de atenção ao eleitor”. Segurança é prioridade, assim como a Saúde e a Educação. A educação é a base da sociedade. Atender eficientemente esses pilares é o que pretende fazer se eleito,

Por que pretende ser prefeito e quais as suas propostas?

“Não desenvolvi esse projeto por vaidade”. Denis, sei que você não quer ser mais candidato novamente, mas todo mundo quer solução e não quer fazer parte dela”. “Desenvolver o planejamento sem rabo preso com ninguém”. Se quer renovar, o momento é agora afirma o candidato na entrevista.

Como foi feito o enfrentamento à pandemia em Santo André?

Não foi ruim, mas lamentavelmente a administração municipal ligada ao PSDB politizou a crise, fazendo o que sempre fez: tirar proveito da situação.

Faltou o papel pedagógico da prefeitura nas residências das pessoas. Foi um enfrentamento tradicional, deixando as pessoas morrerem.

Quais são os desafios para os próximos anos?

Notoriamente é retomar uma economia crescente. Interromper este estanqueamento econômico que acontece. Reverter o quadro de déficit é necessário.

Hoje, por conta da pandemia, o que é prioritário: saúde, educação ou economia?

“A economia tem que ter uma atenção diferenciada”. Deter o aumento da criminalidade também é importante.

Em termos eleitorais, como o senhor enxerga o cenário político em Santo André?

“Eu vejo três fatias deste bolo”. A faixa vermelha, de esquerda que busca o voto com seus eleitores e representam uma fatia grande do eleitorado. Tem os que estão na “Azul-elho” também de esquerda, alinhados com o PSDB e a parte Bolsonarista, conservador, na contra-mão da política atual, na qual o candidato se encaixa.

Acho essencial o combate a corrupção sistêmica que existe atualmente. O toma lá, dá cá, tem que acabar. Se informem e não acreditem em pesquisas. Escolham os candidatos de minha equipe.

Crédito: Odair Junior/ABCdoABC

Comente aqui