Data: 30/10/2020 09:03 / Autor: Redação / Fonte: ABCdoABC

Eleições Municipais 2020: Santo André - Entrevista com João Avamileno

Candidato do Solidariedade à Prefeitura de Santo André, o ex-prefeito João Avamileno, foi entrevistado pelo portal ABCdoABC. Assista ao vídeo


Crédito: Odair Junior/ABCdoABC

As Eleições Municipais 2020 estão cada vez mais próximas, dessa forma, muitos candidatos estão em busca de uma oportunidade nos cargos políticos para prefeito, vice e vereador ou, até mesmo, de uma reeleição. Importante salientar, ainda, que o primeiro turno será realizado no dia 15 de novembro, enquanto o segundo está marcado para 29 de novembro.

Como forma de saber mais sobre os candidatos, o portal ABCdoABC traz uma série de entrevistas exclusivas. Desta vez, o convidado foi o ex-prefeito de Santo André, João Avamileno, que está concorrendo à prefeitura.

Qual sua avaliação da atual gestão da Prefeitura em sua cidade?
Foi um mandato mediano, abandonando o centro da cidade, deixando a desejar na área da saúde e na área social (abandonando também a periferia) e, no seu ponto de vista, a venda do Semasa para a Sabesp foi um grande erro.

Quais as principais dificuldades nesses quatro anos?
A pandemia e a crise econômica foram as maiores dificuldade neste período. O enfrentamento à pandemia foi igual aos praticados como nas demais cidades, mas exageraram nos gastos neste combate, bem como no crescimento dos gastos com os comissionados, atualmente com mais de 400 cargos distribuídos. Minha proposta é cortar em 30% deste gasto para investir em saúde, educação e desenvolvimento.

O que a cidade mais precisa?
O que a cidade mais precisa é se desenvolver. O crescimento econômico não é fácil pois precisa de sincronia com o país. No governo Lula, o desenvolvimento do Brasil foi compartilhado em todas as cidades. O serviço público é o maior investidor que existe no país e o governo de Santo André precisa investir através do serviço público, juntando o público com o privado, e melhorando a economia a cidade economicamente para poder investir melhor onde é necessário

Por que pretende ser prefeito e quais as suas propostas?
Citando o período que foi prefeito (2002-2008) e sua carreira, foram os pedidos dos moradores que o impulsionaram a tentar novamente a disputa ao cargo mais importante do executivo municipal. Citando sua idade, “Idoso é um jovem que deu certo”, se diz preparado e disposto a repetir o seu bom desempenho quando prefeito.

Como foi feito o enfrentamento à pandemia em Santo André?
Regular. Atendendo aos requisitos como em outras cidades da região. O Estado de SP não teve grandes falhas no enfrentamento à pandemia.

Quais são os desafios para os próximos anos?
São muitos os desafios! 14 milhões de desempregados é um problema muito sério e a união entre prefeitos (citando o Consórcio Intermunicipal) viabilizando ideias e colocando em prática na região. O maior desafio é o econômico para poder investir em todas as outras áreas. Investir em tecnologia que será o maior gerador de novos empregos e carreiras.

Hoje, por conta da pandemia, o que é prioritário: saúde, educação ou economia?
São dois os pontos fundamentais: Saúde e Educação.

Em termos eleitorais, como o senhor enxerga o cenário político em Santo André?
Campanhas diferenciadas, com baixos recursos financeiros, com menor uso dos recursos públicos e os cuidados com a pandemia limitam o trabalho. Abstenções serão uma grande dificuldade que estimo em mais de 35% e complicarão as campanhas. Lutar contra o governo não é fácil “a máquina está na mão”. No ABC, 5 cidades estão nessa situação.

Comente aqui