Data: 22/10/2020 19:34 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

Quem são os candidatos a prefeito de Santo André em 2020

Nove candidaturas disputam as eleições municipais deste ano; confira a lista completa


Os candidatos à Prefeitura de Santo André
Os candidatos à Prefeitura de Santo André

Crédito: Reprodução/Estadão Conteúdo

Nas eleições 2020, nove candidatos a prefeito de Santo André foram registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ao todo, são quatro candidaturas formadas por coligações e cinco de partido único na disputa pelo Executivo do município.

Além de prefeito e vice-prefeito, os eleitores também vão escolher vereadores em 15 de novembro. Caso haja, o segundo turno do pleito para a prefeitura está marcado para 29 de novembro.

O atual prefeito Paulo Serra (PSDB) busca a reeleição numa disputa ainda marcada pela figura do ex-prefeito Celso Daniel, assassinado há 18 anos. Três herdeiros políticos de Celso participam da disputa: Bruno Daniel (PSOL), João Avamileno (Solidariedade) e Bete Siraque (PT).

Bruno é irmão do ex-prefeito, enquanto Avamileno assumiu o Executivo da cidade após sua morte. A vereadora Bete Siraque trabalhou na Secretaria de Educação de Santo André durante o segundo mandato de Celso.

Outros candidatos são Ailton Lima (PSB), Alex Arrais (PTC), Dennis Ferrão (PRTB), Sargento Lôbo (Patriota) e Simone Cristina Souza (PCO).

Ailton Lima (PSB)
O empresário Ailton Lima é o candidato do PSB para a prefeitura de Santo André nas eleições 2020. Do mesmo partido, o médico Leo Kahn compõe a chapa como vice. A candidatura ainda é apoiada pelo Republicanos, DC e PSC.
Nascido em 1965 em Manari, no Estado de Pernambuco, Lima se mudou para a cidade da Grande São Paulo aos 11 anos. Concorreu ao seu primeiro cargo público eletivo em 2004, como vereador pelo PSB, mas não foi eleito. Em 2008, conseguiu o posto pelo PDT e foi reeleito pelo PTB.
Em 2014 e 2018, concorreu a deputado federal, se alçando a suplente nas duas eleições. Essa é a segunda vez que tenta chegar ao Executivo em Santo André - em 2016, ficou em quarto lugar na disputa, com 15% dos votos.

Alex Arrais (PTC)
O também empresário Alex Arrais tenta se eleger como prefeito de Santo André pelo PTC. Seu vice é o pastor Gilberto Carlos Naves, da mesma sigla.
Formado em Administração pela Faculdade Anchieta em São Bernardo do Campo, Arrais disputa uma eleição pela primeira vez em 2020. O candidato de 44 anos faz críticas à forma de governar de políticos experientes na área.

Bruno Daniel (PSOL)
O professor de Economia Bruno Daniel, de 67 anos, concorre à prefeitura da cidade da Grande São Paulo pelo PSOL. Também do partido, a professora Rosi Campos é vice na chapa, que ainda conta com o apoio da Rede.
O candidato é o caçula de cinco irmãos - entre eles, Celso Daniel, então prefeito da cidade que foi assassinado em 2002. Em 2006, Bruno se exilou com a família na França, país que lhe outorgou o título de refugiado por reconhecer que sua vida corria risco no Brasil.
Ele foi alvo de ameaças de morte após depor na CPI dos Bingos, que investigava um esquema de propinas. De volta ao País em 2012, Bruno rompeu com o PT, partido do qual foi fundador. Esta é a primeira vez que se candidata em eleições. O pai do candidato, Bruno José Daniel, dá nome ao estádio municipal e foi vereador de Santo André por três mandatos.

João Avamileno (Solidariedade)
O ex-sindicalista e ex-prefeito João Avamileno tenta chegar ao Executivo de Santo André pelo Solidariedade, em candidatura de partido único. A médica Melissa Manfrinato é sua candidata a vice.
Avamileno assumiu a prefeitura da cidade em 2002, quando o titular da chapa, Celso Daniel, foi assassinado. Em 2004, o candidato foi reeleito no segundo turno contra Newton Brandão (PSDB).
Foi tesoureiro e presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André. Em 1992, foi eleito vereador da cidade pelo PT. Na eleição municipal seguinte, em 1996, foi vice de Celso Daniel, que foi eleito para sua primeira gestão como prefeito. A chapa foi reeleita em 2000.
Após 39 anos de filiação ao PT, o candidato se juntou ao Solidariedade em dezembro de 2019 para concorrer à prefeitura pela segunda vez.

Paulo Serra (PSDB)
O tucano e atual prefeito de Santo André, Paulo Serra, vai tentar a reeleição junto com o seu vice, Luiz Zacarias (PTB). Serra vai disputar nestas eleições para manter o domínio do PSDB no ABC Paulista conquistado em 2016 com 78,2% dos votos válidos contra o então prefeito Carlos Grana (PT).
Antes conhecido como Paulinho Serra e filiado ao Partido da Frente Liberal (PFL), que viria depois a se tornar o atual Democratas, Serra foi o mais jovem vereador eleito da Câmara Municipal de Santo André em 2004 e, em 2008, já filiado ao PSDB, foi o vereador mais votado da cidade.
O prefeito aposta na reeleição com a maior coligação do pleito deste ano, com 11 partidos aliados.

Policial Federal Dennis Ferrão (PRTB)
O policial federal aposentado Dennis Ferrão é a aposta do PRTB para concorrer à prefeitura de Santo André. Ele se apresenta como o “candidato bolsonarista” da cidade, apesar de não ter apoio explícito do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ou do vice Hamilton Mourão, colega de partido e aposta no discurso de combate à corrupção.
Ferrão já se candidatou a vereador na cidade em 2012 pelo PCdoB, mas não foi eleito. Também foi vice na chapa de Rafael Daniel, então no PMDB, nas eleições municipais de 2016, que também foi derrotada.

Professora Bete Siraque (PT)
Após ter perdido a hegemonia no ABC em 2016 com o então prefeito Carlos Grana, o PT entra na disputa para recuperar o poder com a Professora Bete Siraque. A vereadora é esposa do ex-vereador Vanderlei Siraque (PCdoB), que chegou a disputar a prefeitura em 2008 pelo PT e perdeu no segundo turno para Dr. Aidan, então do PTB.
Com a chapa de Bete e Morgana Ribeiro (PCdoB), o PT aposta em uma “volta às origens”, assumindo duas candidatas mulheres e um discurso que relembra as gestões petistas na cidade, que somam cinco mandatos.
Bete Siraque atuou na Secretaria da Educação durante a gestão do ex-prefeito Celso Daniel, que foi assassinado em 2004, e de João Avamileno, que agora será um adversário na disputa pelo Executivo municipal.

Sargento Lôbo (Patriota)
O vereador Sargento Lôbo foi o escolhido do Patriota para disputar a prefeitura, junto com Emanuel como vice. O ex-sargento da Polícia Militar é grande apoiador do presidente Jair Bolsonaro e tem como proposta de governo trabalhar conforme os valores conservadores. Lobo já foi eleito vereador nas duas últimas eleições municipais, pelo PDT em 2012 e pelo Solidariedade em 2016.
Durante a pandemia, o vereador foi um dos apoiadores de Bolsonaro que entrou sem permissão em hospitais de campanha, no caso dele em Santo André, destinados ao tratamento de pacientes de covid-19.

Simone Cristina Souza (PCO)
Simone Cristina Souza é a escolha do PCO para a corrida ao Executivo municipal. Estreante em uma eleição, ela vai concorrer junto com outro novato, José Albino Rodrigues de Andrade (PCO), registrado como vice. A chapa promete seguir os princípios do partido, mais voltado à esquerda.

Comente aqui