Data: 26/05/2022 17:18 / Autor: Anderson Afonso / Fonte: Secom/PSA

Santo André inicia regularização fundiária no Núcleo Cata Preta II

Após décadas de espera, quase mil famílias serão beneficiadas com escrituras definitivas


Santo André inicia regularização fundiária no Núcleo Cata Preta II
Santo André inicia regularização fundiária no Núcleo Cata Preta II

Crédito: Helber Aggio

A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária, em parceria com o programa Cidade Legal, do Governo do Estado, começou nesta quinta-feira (26) o processo de regularização fundiária no Núcleo Cata Preta II.

A ocupação dessa área teve início em 1980, onde posteriormente o município realizou obras de urbanização. A espera pelas matrículas dos imóveis dura mais de 30 anos.

"Escritura na mão é certeza de sono tranquilo, respeito e dignidade. É saber que de fato você pertence a Santo André. Isso melhora a autoestima das pessoas. Por isso, nossa gestão tem esses olhar em toda a cidade, com o cuidado e o carinho que a nossa gente merece. Em breve estaremos aqui de novo para comemorar as escrituras nas mãos de cada um de vocês”, diz o prefeito Paulo Serra.

Serão beneficiados 938 lotes, o que corresponde a mais de 950 famílias. A estimativa é que o trabalho seja finalizado em um prazo de sete meses, quando serão entregues as escrituras, sem custo aos moradores.

"A nossa equipe trabalhou com todo o empenho para fazer este sonho se tornar realidade. Hoje iniciamos o processo de regularização e vamos juntos seguir com este trabalho que não para mais", destacou o Secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Rafael Dalla Rosa.

O aposentado Estácio Sankauskas mora no local há 25 anos e não escondeu a emoção de saber que vai receber a escritura do imóvel. “É um momento de muita emoção. Fui um dos primeiros moradores daqui. Passamos mais de 20 anos ouvindo promessas e agora tenho confiança que este dia tão sonhado vai chegar”, afirma.

Com acesso pela Estrada Cata Preta, o Núcleo Cata Preta II está consolidado, com mais de 50% da área composta por edificações térreas e assobradadas em alvenaria.

A área conta com infraestrutura total, incluindo saneamento básico, viário e transporte municipal, além de contar com equipamentos públicos como creche, escola e posto de saúde.

Comente aqui