Data: 26/11/2021 17:50 / Autor: Redação / Fonte: Word Cup UIAMA

Anderson Reis se torna Penta Campeão Mundial de Kick Boxing com três medalhas de Ouro

Anderson é professor do Centro de Lutas de São Caetano do Sul


Crédito: Taís Assunção

Professor do Centro de Lutas de São Caetano do Sul, lutando somente contra Mestres Faixas Preta, Anderson Reis conquistou a Copa do Mundo de artes marciais pela quinta vez consecutiva se tornando Pentacampeão Mundial (até 82 Kilos), foram três títulos em eventos organizados pela WTKA, 01 título em evento organizado pela ISKA (juntamente com a WTKA), e agora, de maneira inédita por uma outra Organização Internacional, que é a UIAMA.

Reis voltou para São Caetano do Sul com duas medalhas de ouro inédita no seu repertorio de conquistas no Kickboxing, Ouro em Traditional Forms (Apresentação Tradicional de Formas de Lutas), e medalha de Ouro na modalidade KickLight (Similar ao Light Contact), combate onde valem as técnicas do Boxe juntamente com todas as técnicas de chute das artes marciais acima da região do joelho (Taekwondô, Kung Fú/Sanda, Karatê, Capoeira, Muay Thai, Savati), dois tipos de rasteira também são permitidas nessa modalidade.

A Terceira medalha de Ouro de Anderson Reis foi conquistada na modalidade KickBoxing Light Contact. “Esperava terminar a minha carreira de atleta com ao menos 01 medalha de ouro, e pela primeira vez eu não me sentia confiante, eu tive COVID19 no começo do ano, em 2020 ficamos 06 meses sem treinar (devido a pandemia), minha respiração mudou, meus reflexos mudaram, minha flexibilidade mudou, também devido ao avanço da idade, não sou igual ao atleta que eu era antes, aquele que conquistou os títulos mundiais de forma espetacular (isso mesmo, alguns disseram que dei show em alguns eventos nos anos de 2016, 2017, 2018 e 2019), então, novamente eu tive que me reinventar, tive que mudar o meu estilo de luta, ser menos ousado, usar golpes menos mirabolantes, girar menos, pular menos... e Deus mais uma vez me abençoou, não com uma medalha, mais três medalhas de ouro, sim tive um pouco de sorte, eu sempre tive um pouco de sorte, mas hoje eu sei que nunca foi sorte, sempre foi Deus na minha frente, estou emocionado agora pela minha despedida dos ringues, mas estou feliz porque estou revelando e treinando novos atletas, hoje sou professor e técnico, e digo que meus resultados serão triplicados a partir de 2022, tenho muito a retribuir tudo o que Deus tem dado a minha vida, vou ajudar outras pessoas a também serem campeões no ringue, e campeões na Vida”, disse Anderson Reis.

“Agradeço também ao meu técnico para esse mundial, Genivaldo Porto, um dos melhores atletas de Kickboxing que o Brasil já teve, 07 títulos Mundiais de artes márcias, 06 títulos Sul Americanos, 06 títulos Pan Americanos de Kickboxing, 10 títulos de Campeão Brasileiro. Em 2016 entre as várias homenagens que recebeu, Genivaldo Porto carregou a Tocha Olímpica nas Olimpíadas do Brasil, no Estado do Espirito Santo”, concluiu Reis.

Comente aqui